Logo Amapá
quinta, 01 de dezembro de 2022 - 11:53h - 1160
Dezembro vermelho: Governo do Amapá faz ação para trabalhadores de aterro sanitário de Macapá
Testes rápidos para IST, orientações, distribuição de preservativos e outros serviços foram ofertados para trabalhadores e moradores do entorno.
Por: Nathanael Zahlouth
Foto: Carol Cativo
A ação ocorreu no aterro sanitário de Macapá.

O Governo do Estado ofertando diversos serviços de prevenção e combate as Infecções Sexualmente Transmissíveis no aterro sanitário de Macapá.

A ação, que faz parte da programação alusiva ao mês de combate a AIDS, o Dezembro Vermelho, acontece nesta quinta-feira, 1º, e oferta serviços de testagem, orientação, distribuição de preservativos, apoio psicossocial, ginástica laboral, aferição de PA, glicemia e consulta com enfermeiro. A Prefeitura de Macapá cedeu o espaço para realização da ação.

O dia foi coordenado pela Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) com apoio de diversas outas entidades, como a Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), que estão com estudantes da área da saúde realizando teste rápido das IST; e Secretaria de Políticas para Mulheres (SEPM), que promoveu palestras sobre a violência contra a mulher e oferta os serviços Centro de Referência em Atendimento a Mulher (CRAM).

“Estamos em uma área que tem grande necessidade de serviços de saúde, a comunidade, trabalhadores e os moradores do aterro sanitário necessitam de uma atenção especial por estarem em uma área de risco e muitas vezes não têm acesso”, afirmou o gerente do núcleo de vigilância epidemiológica da SVS, Ivon Cardoso.

As ações do Dezembro Vermelho continuarão durante todo o mês com foco na prevenção de ISTs.

Casos de HIV e AIDS no Amapá

No Amapá, nos últimos 7 anos (2016-2022), foram registrados 978 casos de AIDS. Destes, 652 são homens e 326 mulheres. O ano de 2016 foi o que registrou mais casos: 183. Em 2022, foram registrados 67.

Do total, a faixa etária com mais casos registrados são pessoas entre 20 e 29 anos, representando 33,7% dos casos nesse período.

Já das pessoas convivendo com o HIV, que estão em tratamento, este número é maior, sendo registrados 1.898 casos nos últimos 7 anos (2016 – 2022), sendo em Macapá o município que teve mais registros, com 1.355 casos, seguido de Santana com 180, e Laranjal do Jarí com 105 casos.

Existe uma diferença entre as pessoas que têm o vírus HIV e a doença AIDS. O HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana (Acquired Immunodeficiency Syndrome) e se remete a pessoa que tem o vírus em seu organismo, ele ataca o sistema imunológico, causando seu mau funcionamento e deixando a pessoa muito vulnerável. É o vírus que causa a AIDS.

A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) é uma séria condição médica composta por uma variedade de doenças que ocorrem porque o HIV interfere na capacidade do corpo lutar contra outras infecções.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá