Logo Amapá
sexta, 13 de novembro de 2015 - 11:52h - 31263
52ª Expofeira do Amapá tem data definida
O objetivo é de permitir que o expositor prepare-se com antecedência para o evento.
Por: Anne Santos
A 52ª Expofeira do Amapá já tem data definida: voltará realizada em setembro, mês em que tradicionalmente era realizada. A previsão é que em 2016 o evento aconteça entre os dias 2 e 11. O anuncio, feito pelo governador do Amapá, Waldez Góes, durante a inauguração do Centro de Difusão de Tecnologia Rural nesta sexta-feira, 13, tem o objetivo de permitir que o expositor prepare-se com antecedência para o evento.

A decisão de retomar a feira para setembro além de dar tempo para a preparação dos expositores , segue o calendário de produção da agricultura, tendo mais opções de produtos agrícolas. Assim, o expositor poderá ofertar o melhor para o visitante.

A falta de definição da data prejudicava os produtores, colocando em risco a produção devido ao clima e safras dos produtos. Também deixava o pecuarista inseguro, pois, em 2014, com a não realização do evento ainda na gestão do ex-governador Camilo Capiberibe,, muitos foram prejudicados, pois investiram em animais e não puderam expor.

Na agricultura familiar será possível observar cada etapa das plantações. As espécies cultivadas este ano, como a bananeira, estarão dando frutos e outros resultados desta edição serão apresentados no próximo evento. Portanto, mesmo o espaço sendo mantido, sempre haverá evoluções que serão acompanhadas pela população.

51ª Expofeira

Durante o anúncio, o governador Waldez Góes avaliou a realização da feira como positiva. “Alcançamos os resultados e esse novo formato da feira foi aceito pelos empresários, produtores e população. Fomentamos negócios, atraímos novos investidores”, afirmou.

O Chefe do executivo ressaltou ainda, que a feira será trabalhada com mais tempo e que o evento não termina após a exposição. Existem muitos desafios pós-feira, alguns estão sendo concretizados.

A nova concepção da feira rendeu bons resultados para o Estado. Um relatório contendo todos os dados está em produção e deverá ser divulgado em breve. No leilão, os 32 lotes de animais foram comercializados. Na casa da farinha 2,5 toneladas produzidas e comercializadas.

Só em animais vendidos na mini fazenda foram arrecadados R$ 75 mil. Mais de mil empregos foram gerados, além da implantação de fábricas que resultaram em mais empregos e arrecadação de impostos. Na feira, dez empresas receberam termos de concessão locacional e deverão gerar pelo menos 839 empregos diretos. O faturamento esperado é de R$ 590,4 milhões por ano.

Na cultura 378 atrações locais apresentaram-se durante o evento. A média de visitantes por noite foi de 37 mil pessoas. Nos fins de semana o número subiu para 90 mil.  

Além do anuncio da data da feira, Góes também informou que o projeto para construção do Centro de Convenções está pronto. Na próxima semana será discutido com o Trade de Turismo a possibilidade de construí-lo no Parque de Exposições da Fazendinha. O local é cogitado por ser uma forma de utilizar o espaço para outros fins, além da Expofeira.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá